Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Couro e Cabelo

Luta contra a alopécia: partilha de experiências e informações.

Couro e Cabelo

Luta contra a alopécia: partilha de experiências e informações.

Alopecia androgenética: O que é?

O que é.png

 

 

A Alopecia Androgenética é, provavelmente, a forma mais comum de perda de cabelo em pacientes do sexo masculino. Apesar de também atingir mulheres de uma forma menos característica, a prevalência no sexo feminino é menor, e o diagnóstico, mais difícil.




Mas afinal o que é a Alopecia Androgenética?



Em algumas partes do corpo (nos homens: a próstata, testículos, glândulas supra-renais e folículos capilares; nas mulheres: as glândulas supra-renais e folículos capilares), uma enzima chamada 5α-redutase transforma a testosterona numa versão bem mais forte: o hormona di-hidrotestosterona (DHT).

No couro cabeludo, o DHT provoca a miniaturização folicular: no ciclo de vida do cabelo, em cada ciclo que se inicia os folículos capilares vão diminuindo de tamanho, tornando o fio de cabelo cada vez mais fino. A fase de crescimento do cabelo (anagénica) fica cada vez mais curta, as fases de descanso (catagénica e telogénica) prolongam-se. Uma vez que a duração da fase anágenica é o que influencia o comprimento do cabelo, o comprimento máximo do novo pelo em fase anágenica é menor do que o pela anterior. Eventualmente, a fase anágenica é tão curta que o pelo acaba por nem alcançar a superfície da pele, e o único sinal da presença do folículo é um poro e os fios podendo parar de nascer por completo.

 

Explicação mais pormenorizada:

Os dois androgénios predominantes naturais são a testosterona e a Di-Hidrotestosterona (DHT).
A testosterona é convertida em DHT pela enzima5α-redutase, que é composta por duas isoenzimas:tipo I e tipo II, ambas encontradas no couro cabeludo.
A ação biológica da DHT nos receptores andrógenos é mais potente que a da testosterona.O recetor de androgénio é necessário para o desenvolvimento de caracteres masculinos e, durante avida adulta, age no funcionamento de órgãos como o sistema reprodutor, testículos, músculos, fígado,pele, sistema nervoso e sistema imune.
O recetor de andrógeno tem um papel em várias doenças e traços hereditários, incluindo câncer de próstata.
O envolvimento dos andrógenos na Alopecia Androgenética é evidente:

  • Eunucos, sem androgénios, não desenvolvem Alopecia Androgenética, e indivíduos sem receptor de androgénio desenvolvem-se como mulheres, sem apresentar Alopecia.
  • De maneira similar, nenhuma Alopecia é vista no pseudo-hermafroditismo com ausência da 5α-redutase.
Outro achado importante é o aumento da concentração de DHT, 5α-redutase e recetor de andrógeno nas áreas do couro cabeludo com Alopecia Androgenética masculina. O mecanismo exato por meio do qual o androgénio age parece estar relacionado à expressão dos genes que controlam os ciclos foliculares.
 

Conhecer o cabelo

Conheces o teu cabelo.png

Durante este longo processo, adquiri alguns conhecimentos que me parecem importantes para qualquer pessoa que queira cuidar do cabelo: conhecer cabelo.

 

Ora, como todos sabemos, o cabelo passa por várias agressões externas no dia a dia, é normal que os fios precisem se recompor para voltar a se desenvolver e crescer normalmente.

 
Para isso, é preciso dar ao couro cabeludo (mais precisamente, ao bulbo capilar, de onde os fios nascem) o necessário para que o cabelo possa repor a sua massa e se manter forte até se afastar por completo da raiz.
Tudo o que comemos vai influenciar a saúde do nosso cabelo e a falta de nutrientes na alimentação irá danificar a parte interna do cabelo. E todos os produtos capilares que colocamos no nosso cabelo vai influenciar a saúde do nosso cabelo e o uso inadequado de produtos capilares irá danificar aparte externa do fio.
 
 
Assim,  
 
Aprender como funciona a estrutura capilar foi uma grande ajuda para perceber as necessidades do meu cabelo e que tipos de cuidados e produtos devo ter na minha rotina de cuidados capilares e com eles consegui uma boa ajuda na luta contra a queda, a falta de crescimento e estou a conseguir que fique cada vez mais bonito.
 
 
Basicamente o fio de cabelo é formado por três camadas: cutícula, córtex e medula.
 
 
A cutícula é composta por várias placas sobrepostas,como as telhas de um telhado e tem como função servir de “escudo” para a camada de baixo (o córtex do cabelo) protegendo-o de agressões externas e ajudando a “segurar” água e outras substâncias dentro do fio. As placas podem estar fechadas (bem unidas umas às outras, impedindo a entrada saída de água e outras substâncias e bloqueando o acesso ao córtex) ou abertas (levantadas e afastadas, permitindo a entrada e saída de substâncias e deixando o córtex mais exposto e desprotegido).
Os maiores causadores dos danos à cutícula são os agressores externos, sejam eles químicos (como tinta, escova progressiva, permanente,relaxamento, etc.), mecânicos (secador, prancha, babyliss, pente, escova,etc.) ou naturais (poluição, sol, chuva, calor, humidade, vento, água do mar,etc.).
Quando em excesso, estes são capazes de retirar a camada protetora de gordura da cutícula e penetrar nas camadas internas dos fios,deixando o cabelo poroso e sem vida.
 
 
córtex é o “coração do cabelo” e é o responsável pelo volume e espessura.  
Os agentes causadores dos danos ao córtex são os agressores externos (químicos, mecânicos e naturais), que rompem a barreira de proteção da cutícula e a atingem. Porém, os efeitos negativos costumam ser mais severos.
Quando eles acontecem, eles retiram a capacidade do córtex de manter a humidade dos fios (hidratação), o que acaba deixando o cabelo mais frágil e ressecado. Por isso, os cuidados com a parte interna dos fios devem ser os mesmos que com a cutícula, ou seja, através de produtos capilares,especialmente os com ação hidratante.
 
 
medula é a parte central do fio, que fica sob o córtex e a cutícula. No entanto, apenas alguns fios (geralmente os mais grossos) apresentam esta terceira camada.
Não há informações sobre a sua função e a sua presença ao longo do cabelo é, muitas vezes, descontínua ou até mesmo ausente.


Agora que conheces o teu cabelo, vamos pensar nos cuidados...


 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siguir-me

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D